Visualizar:

▼ Postagens (215)
  • Projeto SHN

    22

    Ago
    22/08/2011 às 14h28

    stickers
  • Queen - Bohemian Rhapsody

    18

    Ago
    18/08/2011 às 15h52

  • God And Devil

    18

    Ago
    18/08/2011 às 11h12

    mto doido
  • The Rolling Stones - Start Me Up

    18

    Ago
    18/08/2011 às 11h08

  • PES 2012

    18

    Ago
    18/08/2011 às 10h48

    Video chapado do pes 2012
  • Dulu - De Bobeira

    17

    Ago
    17/08/2011 às 11h06

    Banda de um grande amigo meu, Luiz!

    falo brotherr sucessoO!
  • Motorola anuncia próxima geração do Defy, o Defy+

    16

    Ago
    16/08/2011 às 10h48

    Além de ter sido comprada pelo Google nesta segunda-feira (15), a Motorola Mobility também anunciou um novo aparelho. Como o Defy fez bastante sucesso nos mercados em que foi vendido, a fabricante achou que era hora de lançar um novo modelo; mas diferentemente do que a maioria das empresas faz, mudando o design do modelo anterior do aparelho para um novo, a Motorola decidiu manter o exterior e alterar apenas o interior.

     


    O novo Defy se chamará Defy+ e tem apenas certas mudanças nos seus componentes. Ele ganhará um processador de 1 GHz de clock (seu anterior era de 800 MHz) e passará a ser vendido com a última versão do Android, a 2.3.4 (o anterior saía de fábrica com o 2.1). As demais funcionalidades continuam as mesmas: o novo Defy também é resistente a água e poeira, sua tela de 3.7 polegadas ainda tem Gorilla Glass (que impede arranhões) e dentro dele já vem um cartão microSD de 2GB.

    tes

    Outro quesito que recebeu uma melhora considerável foi a bateria. A capacidade do primeiro era de 1540 mAh, que permitia até 238 horas de standby. O novo Defy+ vem com uma bateria de 1700 mAh, capaz de fornecer até 384 horas de standby, além de mais meia hora de conversação em relação ao seu predecessor.
    A Motorola não revelou qual será o preço do aparelho ainda, mas disse que pretende lançá-lo na Asia, Europa e América Latina ainda no terceiro trimestre.

  • Google compra Motorola para encerrar guerra de patentes

    15

    Ago
    15/08/2011 às 11h53

    Larry Page, CEO do Google informou hoje no blog oficial da empresa que o Google está comprando a Motorola para fortalecer o ecossistema Android. Segundo Page, esta compra não vai mudar o foco do Android como plataforma aberta, e a Motorola Mobility vai ser gerida como uma empresa independente.  

    Segundo as últimas informações, o Google está pagando US$ 12,5 bilhões pela aquisição da Motorola Mobility, ou cerca de US$ 40 por ação. A Motorola tem apostado todas as suas fichas no Android desde 2008, e as duas empresas pretendem “criar experiências incríveis para os usuários, aumentando o alcance e força do ecossistema Android para consumidores, sócios e desenvolvedores ao redor do mundo”. Andy Rubin, vice-presidente da área Mobile do Google disse que espera que “esta combinação permita que a gente desbrave um novo território para o ecossistema Android, mas a nossa visão do Android continua intacta, e o Google continua dedicado a manter o Android como plataforma aberta, e como uma vibrante comunidade de código livre. Nós vamos continuar a trabalhar com nossos sócios no para desenvolver e distribuir aparelhos inovadores com o sistema Android.” O CEO da Motorola Mobility Sanjay Jha diz que “esta transação oferece um grande valor aos acionistas da Motorola Mobility e cria novas oportunidades para os empregados, clientes e sócios da empresa ao redor do mundo. A Motorola tem tido uma parceria produtiva com o Google para o avanço da plataforma Android, e com esta combinação, vamos poder inovar ainda mais, entregando soluções de mobilidade incríveis através de nossos aparelhos móveis.”Com esta aquisição, o Google dá um grande passo para acabar com a guerra das patentes que vinha ameaçando o Android, e é uma resposta direta a empresas como Microsoft e Apple, que tem se unido para realizar ataques de patentes ao Android. Para Larry Page, “a aquisição da Motorola Mobility vai aumentar a competição, ao fortalecer o portfólio de patentes do Google, o que vai nos permitir proteger melhor o Android de ameaças anticompetitivas da Microsoft, Apple e outras empresas.”

  • Metallica - ONE

    12

    Ago
    12/08/2011 às 12h36

  • Carro conceito controlado pela mente do motorista converteria impulsos nervosos em direção segura

    11

    Ago
    11/08/2011 às 10h51

    Para muitos, o automóvel é praticamente uma extensão de seu corpo e, para esses aficcionados, só faltava uma maneira de unir suas mentes ao sistema de navegação, em uma simbiose mais que perfeita. Embora essa idéia já fosse frequente em mentes de todo o mundo há tempos, foi, entretanto, o designer sueco Ian Kettle quem resolveu, por ora, contribuir com sua (possível?) realização.

    E o resultado é o Neuron.
    Neurônios, para que te quero!O Neuron é um carro conceito no qual o motorista se conectaria mentalmente ao veículo e o controlaria graças aos impulsos elétricos produzidos pelo cérebro, que seriam convertidos em informações digitais para a condução do carro. Embora essa idéia pareça “viajante” demais, esse tipo de técnica já está presente em alguns campos do conhecimento humano – como na área médica -, e apesar de ainda dando “passos de bebê”, poderá evoluir em alguns anos até o patamar necessário ao projeto de Kettle.Minority Report?


    Se, por um lado, esta iniciativa conta com uma enorme vantagem - a quase total segurança e extinção de acidentes automotivos - a interface poderia ter acesso a informações e seções mentais do usuário sem seu consentimento. Ao contrário do que muitos cogitam, o designer afirma que seu projeto seria uma forma segura de condução e interação homem-máquina, mesmo que seu carro tenha o potencial de saber o que você pensará ou quer antes mesmo de você perceber.Estrutura e espaço internoNão somente o segmento neural chama a atenção no Neuron. Sua porção interna também tem como preocupação a segurança e otimização do espaço para o motorista e passageiros. Para tanto, o “esqueleto” do carro seria construído em metal, tendo como inspiração o design de um peixe espada.

    Como o motorista não precisaria mais usar volante, pedais e marcha para dirigir, esses itens foram dispensados da cabine, o que garantiria maior espaço. O volume extra poderá ser remanejado conforme a necessidade do usuário, graças à mobilidade interna das parte do Neuron. Em substituição à tradicional lataria metálica, o Neuron contaria com um tipo de “pele” emborrachada, que, além de proteger quem está no veículo de chuvas e demais fenômenos, ainda criaria uma relação interessante entre pessoas e o meio externo, devido à sua transparência.

     

    neuron

    Cabe frisar que, por ser um conceito automotivo, não há a mínima previsão de um desses chegar à sua concessionária favorita. Contudo, tirando as decepções fugazes que conceitos que não saem do papel trazem, suas (boas e inusitadas) idéias são sempre bem-vindas.

Ver postagens anteriores

Home |  Blog Grátis |  Hospedagem HTML Grátis |  Quem somos |  Parceria |  Anuncie |  Ajuda
Trabalhe no XPG |  Política de Privacidade |  Política de Segurança |  Denúncia © 2004-2018 XPG | Siga esta corrente